Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

JUR.NAL ONLINE

Jornal Oficial dos Estudantes da NOVA School of Law

Jornal Oficial dos Estudantes da NOVA School of Law

15
Ago20

This is America: Uma Música, Um Movimento

Jur.nal

thisisamerica_post_08a.jpg

 

Lançado em 2018, o single do rapper Childish Gambino foi desenhado com o intuito de espelhar a problemática da cultura afro-americana e da violência nos Estados Unidos da América.

Entre contrastes na melodia, onde vigoram tons alegres das vozes de um coro, e batidas, iniciadas pelo som dos disparos das armas, que refletem o peso da violência naquele país, e representações peculiares visíveis no videoclipe, que remetem para um conjunto imenso de metáforas sociais, Childish Gambino procurou sensibilizar os ouvintes para uma realidade que há muito é vivida, num país em que a escravatura ajudou a erguer os pilares da democracia e a raça negra continua a ressentir as influências do passado.  

De facto, os recentes movimentos de contestação contra o racismo e abusos policiais nos EUA (o principal, conhecido por «Black Lives Matter»), que tiveram como ponto de partida a morte por asfixia de um cidadão afro-americano, George Floyd, provocada por um grupo de agentes da polícia de Minneapolis, Minnesota, que agiram de forma desproporcional perante o crime provocado por aquele, traduzem um grito de revolta de indivíduos de cultura negra, que se sentem ameaçados e discriminados, por serem tratados de uma forma diferente relativamente aos restantes, em toda ou em certas circunstâncias. É neste sentido que, imbuídos pelo cansaço a que estão constantemente sujeitos, a arte musical surge, em defesa daqueles que não são ouvidos de uma outra forma. Durante o movimento “#BlackOutTuesday”, ocorrido a 2 de junho de 2020, o single de Childish Gambino foi uma das músicas mais ouvidas no serviço de streaming Spotify naquele país, atingindo o pódio nesse mesmo dia. Pelo facto de estar carregada de enorme simbologia e por se focar, essencialmente, na comunidade negra e na violência a esta associada, a canção serviu de apoio a um número elevado de manifestantes, como forma de protesto contra a violência policial e ao racismo ressentido nos EUA, e, acima de tudo, de meio para transmitir a mensagem que lhe subjaz, com o intuito de provocar mudanças no tratamento social e de consciencializar aqueles que defendem a superioridade racial.

This is America reflete uma infeliz realidade, que perdura há muitos anos. O estereótipo criado do indivíduo afro-americano impede que, numa primeira instância, se aceitem mudanças nos padrões sociais, na medida em que os cânones sociais comportam ainda este caráter de diferenciação os indivíduos de raça branca e negra. Tal como ainda é demonstrado no videoclipe, a violência e o ódio quanto a estes é outro fator que faz mobilizar milhões, atualmente. Num dos seus momentos, Childish Gambino aparece empossando uma arma automática, disparando contra um coro afro-americano, retratando o massacre da igreja de Charleston, EUA, em 2015, provocado por um terrorista defensor da supremacia branca. Este é apenas um dos muitos exemplos de crimes de ódio a que parte da sociedade norte-americana está sujeita. Ainda assim, é de salientar que houve repercussões por todo o mundo, relativamente aos recentes eventos de abusos policiais, violência e racismo vividos nos Estados Unidos da América. Com esta disseminação, conduzida pelos ventos da globalização, procura-se erradicar aqueles atos e tornar a «aldeia global» mais igualitária e consciente, evitando o seguimento de uma tendência, que deve ficar relegada à História.  

 

Rúben Cirilo

Aluno do 2.º ano da Licenciatura

Nós

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Powered by