Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

JUR.NAL ONLINE

Jornal Oficial dos Estudantes da NOVA School of Law

Jornal Oficial dos Estudantes da NOVA School of Law

22
Mar21

O Efeito Musk

Jur.nal

WhatsApp Image 2021-03-10 at 01.02.01.jpeg

Fonte: https://finance.yahoo.com/news/elon-musk-alive-well-planning-113206722.html

 

Elon Musk, conhecido empreendedor, é o fundador, CEO e CTO da SpaceX; CEO da Tesla Motors; vice-presidente da OpenAI; fundador e CEO da Neuralink; co-fundador e presidente da SolarCity; fundador da The Boring Company; e responsável pelo projeto Starlink. Em 7 de janeiro de 2021, com um património pessoal estimado em cerca de 188,5 mil milhões de dólares, é uma das pessoas mais ricas do mundo. No ranking da Forbes, Musk ocupa o segundo lugar.

Ao longo dos anos, Elon Musk conseguiu construir, para além de todas as suas empresas, um aglomerado de consumidores/seguidores leais que compram todos os produtos que o filantropo lança, bem como dirigem os seus investimentos em ações das suas empresas cotadas na bolsa (por exemplo, a Tesla Motors) – “Os donos de carros da Tesla querem, genuinamente, que a empresa alcance o melhor sucesso possível” –Revista Forbes numa entrevista ao gestor de serviços da empresa.

A lealdade que os consumidores têm por cada serviço que Elon Musk disponibiliza, em cada uma das suas empresas, data de 2009, quando criou a sua conta no Twitter. Desde aí, Elon Musk publica tweets honestos, entusiasmantes e algo esquisitos… O que por sua vez não é mau, pelo contrário. Acho que é esta transparência e humanidade que Musk revela com os seus tweets que permitem aos seus seguidores/consumidores criarem uma ligação mais próxima com ele, e por consequência, com os seus produtos.

Podem se encontrar os primeiros traços que levaram à construção do respetivo efeito, a que vamos chamar de “O Efeito Musk”, com o lançamento exclusivo e limitado do seu lança-chamas, ao qual o mesmo, com a sua equipa de marketing, deu o nome de “Not a Flamethrower” revelando a natureza humorística do empreendedor, numa tentativa de contornar o impedimento do envio do produto devido a barreiras alfandegárias, uma vez que se trata de uma arma de fogo. Estes lança-chamas venderam-se num instante, tendo sido adquiridos cerca de 20000 lança-chamas a um preço fixo de 500$, gerando 10 milhões de dólares de receita para o crescimento/desenvolvimento da startup “The Boring Company”.

Este fenómeno continuou a crescer, cada vez mais, e em 2018 Elon Musk anunciou, como piada (para variar), o lançamento da primeira bebida alcoólica da marca “Tesla”, a fim de combater os prejuízos que a empresa estava a enfrentar na altura. Ironia do destino, este contacto tão humano, sincero, transparente e peculiar que o empresário tem com os seus seguidores leais levou a que, passados 2 anos (quando a bebida foi lançada), o stock da tequila da tesla desaparecesse em poucas horas a um preço de 210€ por garrafa.

O ponto mais alto, até agora, deste putativo efeito ocorreu este ano em 2 situações com moldes similares. A primeira situação aconteceu com o “abanar” do mercado de ações, por parte do subreddit “WallStreetBets”, onde os participantes discutem a negociação de ações e opções de compra. Elon Musk achou imensa piada e gostou tanto de como uma pequena comunidade do site reddit estava a dar aos grandes “lobos” de Wall Street água pela barba que lhe bastou publicar um tweet onde se lia “Gamestonk!!” para as ações da Gamestop aumentarem 92% nesse dia (26 Jan, às 16h08, ou seja, 8 minutos após o fecho habitual do mercado de ações americano (NYSE/Nasdaq), contudo este horário não é assim tão linear). A segunda situação, entrando no mundo da “cryptocurrency”, deu-se quando Elon Musk colocou na bio do seu twitter a palavra, acompanhada de hashtag, “#bitcoin”. Tal levou a que o preço da moeda virtual aumentasse aproximadamente 6000$ numa questão de horas. Gerando uma percentagem de retorno, para quem detinha dinheiro na moeda virtual antes do seu tweet, de 6.31%, em 30 minutos depois do tweet, crescendo para 18.99%, ao fim de 7 horas depois do mesmo.

Elon Musk é um exemplo perfeito do peso e importância que as redes sociais podem, hoje em dia, ter no sucesso de uma empresa. A rede fiel de seguidores que o empresário conseguiu acumular ao longo dos anos permite o crescimento constante das suas empresas, devido às vendas exaltantes que os produtos do filantropo asseguram em cada um dos seus lançamentos. Tal comprova que uma rede fiel de consumidores irá sempre apoiar os produtos e o crescimento de uma empresa, quando esta é liderada por alguém tão influente como Elon Musk.

 

Fábio Simão (Aluno Do 2.º Ano Da Licenciatura)

Nós

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Powered by